Demônios Psíquicos – Macumba mental, bar e promessas em igrejas

Para você que ainda não leu os outros posts sobre os Demônios Psíquicos, sugiro que você leia também para construir um raciocínio mais claro à respeito, acesse o link https://mfterapeuta.com/category/demonios-psiquicos/

Neste post vamos falar sobre o processo de obsessão espiritual para que uma pessoa perdesse o trabalho.

O básico que você precisa saber para conseguir compreender o que acontece nos mundos paralelos é que, existem realidades paralelas vibrando numa frequência diferente da frequência do mundo material e em alguns momentos estas realidades se conectam criando uma interação.

Exemplo, numa família, o pai começou à frequentar ambientes da baixa vibração, um bar daqueles bem ruizinhos, cheio de pessoas que preferem estes ambientes do que ficar com a família. Nestes lugares existem os frequentadores espirituais, que são seres sutis que estão na mesma baixa vibração, e que vão até estes ambientes para sugar a energia dos frequentadores.

É importante você saber que um bar desses não é qualquer alma penada que entra. Existe uma entidade espiritual superior que aliena primeiramente o dono, muitas vezes em troca este ser auxilia o bar prosperar financeiramente. Este chefão espiritual, acorrenta e escraviza espíritos sofredores dos mais variados tipos, por exemplo, almas viciadas em bebidas, jogos, sexo, fumo, drogas, tristesa, raiva, mentiras, etc. Cria-se um time, um conjunto de espíritos subordinados ao chefão, este número para um bar pequeno pode chegar até mil. Isso mesmo, mil espíritos da baixa vibração que são subordinados à um chefão. Para fazer parte desta egrégora é preciso acontecer barganhas, trocas, e a alma já entra devendo.

No caso, o espírito ainda prezo em vícios como o cigarro, o alcool, jogos, ao desencarnar ele é atraído na força daquilo que a consciência dele vibra. Ele encontra o tal bar por força desta ressonância, e em troca de poder sugar a energia dos frequentadores acaba aceitando a condição de escravo do chefão. O chefão também é um protetor dele, protegendo dos inimigos espirituais que ele gerou enquanto encarnado.

Voltamos agora para falar do pai que prefere frequentar este ambiente do que ficar com a família. A esposa e os filhos que observam o pai acabam se entristecendo. Mas como ele é o provedor da casa, a família cala-se porque nas tentativas de falar alguma coisa, o pai esplana demonstrando o seu poder.

Este pai trabalha numa empresa como encarregado de empilhadeira no setor de expedição, aproveito para dizer que este caso é verídico, nesta empresa tem uma pessoa que deseja tomar o seu lugar. Amplio para dizer que a maior parte das demandas psíquicas geradas são sobre relacionamentos e questões de trabalho.

A pessoa que deseja se tornar encarregado mentaliza isso 24hs por dia. Também faz intrigas e fuxicos para depreciar a imagem do encarregado. Ele sabe que se o encarregado for mandado embora, o cargo será dele, até porque é ele quem substitui o chefe nas férias. O indivíduo decide fazer uma promessa para conseguir o cargo, e promete doar um salário inteiro para a igreja que ele frequenta. Obs: aqui o importante não é expor alguma instituição, mas sim explicar o que acontece no mundo espiritual à paryir de um desejo fora da lei do merecimento.

Toda instituição religiosa possui uma egrégora espiritual que à sustenta, o que define a qualidade dos espíritos que à sustenta não é o nome, o tipo, o ministério, mas sim o que o dirigente orienta. Neste caso, este templo visa atender os desejos dos seus membros, independente da lei do merecimento de cada um. Desde que você entregue lá o seu propósito e contribua financeiramente com o local, ótimo, existe muita chance de você ser atendido.

É preciso termos consciência sobre Deus, sabermos que estamos aqui nesta experiência vida para aprender amar e que somos submetidos à lei do merecimento, sendo assim precisamos respeitar o tempo das coisas e saber pedir.

Esta pessoa participou de trabalhos mais intensos junto à instituição religiosa. E a promessa ganhou um nível energético elevado, absorvido pela egrégora espiritual que dá suporte para a instituição religiosa.

Os seres espirituais da igreja sabiam que se o encarregado, o pai da nossa história, for mandado embora, a pessoa que fez a promessa alcançaria o objetivo de se tornar encarregado. Então passaram à perseguir o encarregado e viram que o mesmo frequentava o tal bar.

Então, houve um acordo entre as entidades espirituais da igreja com o chefão espiritual do bar. Onde as entidades da igreja prometeram 1000 almas oriundas dos descarregos que acontecem na instituição para serem escravas do chefão, em troca dele potencializar a obsessão espiritual sobre o pai.

Assim foi feito, em três meses a situação de saúde do pai se agravou muito, pois ele passou à beber três vezes mais do que antes. E ainda tinha sobre ele uma quantidade de sessenta espíritos sofredores. E para que o processo de obsessão fosse mais intenso, estes espíritos negativos se estruturaram na casa do encarregado.

O encarregado não estava conseguindo ser eficiente, primeiro por causa da bebida, e depois porque seus pensamentos estavam confusos. Vivia dizendo em casa que o trabalho estava acabando com ele. A situação se tornou insustentável, até que ele foi mandado embora.

Após conseguir o objetivo, os espíritos sofredores que obsedavam o pai, ganharam uma certa afinidade com ele e sua família. E quinze destes espíritos permaneceram na casa mesmo após ele ter sido madado embora. Sugaram sua energia por cerca de um ano, tempo suficiente para gastar todo o dinheiro recebido da empresa em que trabalhava.

Em outro post de nome Casa Assombrada, irei descrever detalhadamente como acontece em detalhes o processo de obsessão espiritual de uma casa.

Se você gostou dest post, te convido para realizar a pré-inscrição do curso Demônios Psíquicos através do link: https://mfterapeuta.com/demonios-psiquicos/

Muita paz e boas vibrações!

Marcio Ferrari

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s