MATERIALIZAÇÃO DE MEMÓRIAS | FRAGMENTOS PSÍQUICOS | VIDAS PASSADAS

FRAGMENTOS PSÍQUICOS | MATERIALIZAÇÃO DE MEMÓRIAS | VIDAS PASSADAS

O PADRE

Trabalho realizado no sábado dia 09 de março de 2019, início 9hs da manhã e término 12:30hs.

A pessoa que fez o pedido autorizou postar e dividir sua experiência com outras pessoas em prol de aprendermos juntos.

O contato com o campo psíquico desta pessoa foi imediato. Sim, ele me direcionou com um FOCO: dificuldade na busca espiritual.

Desta vez, neste desenho, a imagem e a história da memória ( vidas passadas ou vidas antes ) se apresentou de forma simultânea. Ou seja, na medida em que o esboço era feito, também os relatos e as cenas iam sendo reveladas. Eu diria que foi um trabalho bem objetivo, rápido e preciso. Isso se deu devido ao que a pessoa que fez o pedido colocou de intenção e abertura.

Cheguei até a imagem de um homem, aparência de uma pessoa com cerca de 50 anos, para época em que experenciou na terra. Trata-se portanto de uma P.M.M. – personalidade múltipla masculina ou seja, uma memória que estava no inconsciente da atendida com dificuldades de integrar com o momento presente.

Logo vi que era um padre, mas um padre diferente. Ele experenciou sua jornada terrena numa cidadezinha do interior da Itália por volta de 1700. ( Observação: para quem faz o pedido é para quem já fez, nem sempre o lugar ou as datas são trazidas ), vale ressaltar que o objetivo deste trabalho é acessar o RUÍDO PSÍQUICO que esta memória carrega e a relação disso com a atual CONSCIÊNCIA ENCARNADA, harmonizar e auxiliar a pessoa com o processo de mudança interior.

Ele era diferente pois embora era muito fiel com a doutrina e todas as regras da igreja, intimamente ele descordava de muitas coisas. Mas ele não confiava em ninguém a sua volta, pois sabia dos problemas que ele poderia arrumar caso expressasse toda sua discordância.

Ele era calado, fechado, não deixava ninguém perceber sua íntima indignação. E cumpriu com as obrigações que lhe competiam, embora elas não eram condizentes com o que ele acreditava.

Para ficar mais claro isso, ele me disponibilizou algumas cenas, por exemplo, reuniões secretas para decidir mudanças apenas com pessoas selecionadas, a famosa “panelinha”, deixando alguns de fora. Mas ele era chamado, as pessoas sentiam confiança nele, pois era muito calado, ele não opinava sobre nada, mas lembrando, dentro dele havia uma discordância.

Outro exemplo, a arrecadação de recursos para construir as igrejas e bancar os gastos dela, ele se incomodava muito com as estratégias adotadas utilizando o medo para manipular os seguidores. Novamente, embora ele colocava em prática, ele não concordava com o que ele mesmo fazia.

E foi assim por muitos anos e sua explosão interna se deu nos últimos meses de sua vida. Digamos que a jarra encheu, ele surtou, parou de comer, adoeceu, e entrou numa bebedeira em vários dias seguidos. Quem se aproximava dele via que era outra pessoa. Tentaram exorciza-lo, mas ele estava com sérios distúrbios psicológicos. Acharam melhor acelerar o processo de desencarne e deram veneno para ele.

Em meio as loucuras, ele “caguetava” os amigos mais próximos, dizendo das atitudes nos bastidores da igreja, principalmente sobre a parte sexual e dinheiro. E antes que ele falasse besteira demais, deram conta de envenena-lo.

Precisei cuidar dele através das técnicas apometricas, principalmente trabalhando sobre o chakra laringeo e sobre o chakra do plexo.

O interessante é que durante o trabalho ele não conversou comigo, apenas tivemos uma troca psíquica das informações aqui trazidas. Sempre calado.

A intensidade das emoções vividas junto com um grande período de tempo e ainda com um final de vida completamente difícil, fez com que esta memória carregasse em si muitas dores, e parte delas estão para serem tratadas através da sua parte encarnada, ou seja, através desta atual encarnação.

Porém, a parte encarnada teve dificuldades para conseguir ressignificar os melindres por ele vivido, e acabou repetindo nesta atual encarnação algumas experiências. Alguns sentimentos parecidos mas em contextos diferentes.

Ao esclarecer a Personalidade do Padre aplicando a psicoterapia holística, dei ênfase nas possibilidades que ele tem agora através da atual vida. Dizendo que hoje é possível vivermos nossas buscas religiosas através de diversas maneiras, porém a mente que fica bombardeando a alma com pensamentos julgadores não vai permitir a ponta encarnada mergulhar nas experiências religiosas.

Também disse que a espiritualidade só é possível acontecer se tivermos abertos para que aconteça. Porém, muitas coisas erradas acontecem em organizações, templos, igrejas, mas devemos buscar uma forma que possamos vivenciar nossa espiritualidade de maneira pura, pois hoje somos livres para isso. E mesmo esses lugares conseguem nos ajudar até certo ponto e na medida com que está ajuda vai esgotando em nós, podemos ampliar a busca através de outras formas. Mas não devemos ficar por aí angariando ressentimentos.

Enfim, ele ficou mais aliviado ao perceber que hoje, através da sua ponta física poderá ser mais sincero consigo mesmo.

Sugestão terapêutica: não tenha medo de olhar para dentro através daquilo que você percebe fora. Quando esta atenção for colocada irá subir um degrau em seu psiquismo, abrindo-se assim as portas de todos os templos e as palavras de todas as doutrinas. Divirta-se.

Muita paz e boas vibrações

Por Marcio Ferrari

Obrigado por permitir compartilhar!

Se você gostou deste trabalho e gostaria de fazer um pedido peço para acessar o link 》 https://mfterapeuta.com/memorias/

#memórias #vidaspassadas #apometria

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s